Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tribuna Benfiquista

Corrupção

por Guilherme Monteiro, em 20.04.16

Hoje saiu a notícia de que um vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristovão, foi acusado pelo Ministério Público de "corrupção ativa, por obtenção de dados sigilosos, nomeadamente de 196 árbitros de futebol, através de funcionários das finanças também arguidos no processo."

 

Portanto isto demonstra duas coisas, uma é que o nosso rival na luta pelo título não começou apenas este ano a coagir arbitros, isto é algo que já vem de trás, e a segunda é que o Sporting, actuando nos bastiadores negros do futebol português conseguiu ficar em 4.º em 2011/12 e em 7.º em 2012/13, demonstrando a grande competencia dos seus dirigentes.

 

O engraçado neste caso é que nos principais jornais desportivos parece que PPC nada tem a ver com o Sporting e que os seus actos não eram como vice-presidente do Sporting. O que na realidade não é verdade, este senhor andou a praticar actos de corrupção ativa de forma a beneficiar o Sporting e ganhar uma vantagem ILEGAL sobre os seus adversários.

 

Em termos de regulamentos da F.P.F. é dito expressamente nas alíneas respectivas a corrupção de equipa da arbitragem o seguinte:

"O Clube é responsável pela atuação dos seus dirigentes, representantes, funcionários e colaboradores, bem como qualquer funcionário a si vinculado."

 

Esta afirmação, presente nas disposições legais parece ser desprezada por toda a comunicação social, só espero que instancias da justiça tenham uma visão mais abragente dos regulamentos. Claro que se Portugal fosse um país minimanete decente os nossos rivais já tinham descido de divisão, como aconteceu à Juventus em Itália e os seus dirigentes eram afastados para sempre do futebol, mas não, neste país de merda tudo vale.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Outros blogs

Posts recentes