Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tribuna Benfiquista

Justa

por Guilherme Monteiro, em 11.04.16

Académica 1-2 Benfica

 

estadiocidadedecoimbra.jpg

 

 

Vitória muito complicada em Coimbra mas totalmente justa.

 

Depois da desgastante deslocação a Munique podia ser expectável que o nosso treinador mexesse na equipa mas não, fez jus as suas palavras e colocou os onze melhores jogadores que tinha à disposição. Senda única alteração a entrada de Samaris para a saída de Fesja, possivelmente para que com a alma do grego conseguíssemos pressionar mais a frente e recuperar mais rapidamente a bola.  No entanto isso nem foi necessário, pois a Académica jogou o jogo todo remetida aos últimos trinta metros não fazendo quase questão de atacar, a ideia era defender, picar aqui e ali os jogadores do Benfica e perder o máximo tempo em anti-jogo, algo que se notou desde o primeiro minuto de jogo.

 

Cedo se percebeu que seria preciso muita persistência e paciência para desmontar aqueles onze defesas que a nosso adversário tinha colocado em campo. E penso que até tivemos paciência a mais, pois durante quase os 90 minutos, fomos trocando a bola de pé para pé, de forma quase sempre lateral, jogadores muito perto uns dos outros, creio que também um pouco condicionados pelo mau estado do terreno. Nestes jogos quando chegamos ao golo primeiro, normalmente dá goleada, caso contrário as coisas complicam-se e a ansiedade acaba por vir ao de cima e tirar-nos discernimento, e foi o que aconteceu.

 

Aos 17 minutos no único remate à baliza do nosso adversário, Pedro Nuno aproveitou um mau alívio do Eliseu para a entrada da área e fez o primeiro golo do jogo. Se até aí a Académica só fazia era defender e fazer anti-jogo podem imaginar o que aconteceu a partir daí. Quanto a nós, depois do golo sofrido até ao intervalo penso que foi a nossa melhor fase do jogo, pressionámos, aplicámos uma grande dinâmica ofensiva com os nossos alas a irem para o meio, com o Jonas a sair da área, com as entradas dos laterais, conseguimos criar várias oportunidades de golo tendo chegado ao empate por Mitroglou após cruzamento na direita de Pizzi. E podíamos ter chegado à vantagem antes do intervalo depois de uma grande jogada coletiva o mesmo Pizzi conseguiu passar pelo guarda-redes mas quando rematou para a baliza viu o seu remate cortado por um adversário.

 

Ao intervalo, com o empate obtido, estava confiante que iriamos continuar o sufoco que tinham sido os últimos minutos da primeira parte e que iriamos partir para uma vitória tranquila, não podia estar mais enganado.

Não sei se foi algum cansaço de Munique mas a equipa estava com dificuldades em sufocar o adversário, é verdade que íamos criando uma oportunidade aqui e a ali mas nunca conseguimos fazer assim um punhado de jogadas seguidas que pudesse levar o nosso adversário ao desespero. Quem ia indo ao desespero eram os mais de 20 mil adeptos benfiquistas que foram ao estádio com as escandalosas atuações de teatro dos jogadores da Académica, uma autêntica vergonha de anti-jogo, que serve bem para apresentar o futebol português, serve para apresentar o porquê da Académica estar em 17º e também o porquê da cadeira onde me sentei no estádio já não ver um traseiro de alguém desde que o Benfica lá jogou na época passada, ir aquele estádio só mesmo para ver o Benfica. Espero bem que para o ano aqueles jogadores nojentos vão fazer aqueles filmes ridículos para a 2ª. Liga que é lá o lugar deles.

 

estadiocidadedecoimbra2 (1).jpg

 

Voltando ao futebol, o nosso treinador foi pondo a carne toda do assador, sairam Pizzi, Samires e Eliseu e entraram Carcela, Talisca e Gimenéz. Ficámos a jogar com o Gaitan a fazer o flanco esquerdo todo e três avançados em punho, optando por um jogo um pouco mais directo. E foi assim que chegámos ao golo da vitória, cruzamento na direita de André Almeida e Gimenéz com uma excelente receção e uma bomba lá para dentro, estava feito o 1-2.

Mas o jogo estava longe de estar terminado, se no Bessa marcámos quase no último lance do jogo, em Coimbra ainda jogámos mais de 13 minutos, pois o arbitro decidiu premiar o anti-jogo da Académica com mais de 7 minutos de compensação, um autêntico escândalo já habitual neste futebol português.

Escusado será dizer que após o golo sofrido os jogadores da Académica ficaram complemente curados de todas as suas lesões e vieram para cima de nós. Tivemos algumas dificuldades pois tínhamos muitos jogadores no limiar da fadiga e a equipa completamente desorganizada taticamente, veja-se que acabámos com o Renato Sanches a defesa esquerdo, Gimenez e Talisca no meio campo.

Ainda assim conseguimos aguentar o resultado até o fim, sem qualquer defesa de Ederson.

 

Relativamente à gentinha que qualificou de ‘sorte’ esta vitória eu tenho alguns dados que demonstram a sorte que tivemos:

- Remates 2-18

- Posse de bola 23-77

- Cantos 1-12

Sorte foi a Académica não acabar goleada.

 

Mais uma vez foi bem visível que o nosso adversário tinha uma malinha à espera de pontos roubados ao Benfica, já foi assim no Bessa e será assim até ao final. Aquele desespero no banco da Académica, a pouca vergonha nas perdas de tempo demonstra bem isso. Hoje em dia vale tudo para que o Benfica perca pontos.

Relativamente a destaques, penso que o melhor do Benfica foi o Renato Sanches, mesmo com toda a campanha dos lagartos para tentar mandar abaixo o miúdo ele não se tem acanhado e voltou a fazer uma excelente exibição. Foi ele o pendulo da equipa e orientou de forma imperial os nossos ataques, se não fosse a sua calma e maturidade não creio que tivéssemos conseguido vencer o jogo. 

 

Nota final mais uma vez para ‘nós’, adeptos do Benfica, voltámos a encher um estádio adversário, não me agrada muito ‘encher o cu’ a clubes medíocres e ressabiados como a Académica, mas há um valor mais alto que se levanta que se chama SPORT LISBOA E BENFICA. Eu já que vou ver os jogos do Benfica há muitos anos e nunca senti uma união e uma comunhão tão grande entre equipa e adeptos. Mérito para Rui Vitória que é o grande padrinho desde casamento.

 

 

 

 

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Outros blogs

Posts recentes